quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Foca na balança - ex atleta reúne centenas de gordinhas

"Foca na Balança" foi criado em Santos, SP, com a ajuda das redes sociais.
Criadora do projeto, Lia Prokisch, emagreceu 15 kg após ficar grávida.

Após ter seu segundo filho e não conseguir emagrecer, a ex-atleta Lia Flávia Savaris Prokisch, de 32 anos, decidiu criar um blog e praticar exercícios físicos com suas amigas. Esse foi o início do projeto "Foca na Balança", criado em fevereiro de 2013 e que, atualmente, conta com cerca de 150 pessoas em Santos, no litoral de São Paulo.

Lia, que é ex-nadadora e formada em Educação Física, afirma que não esperava tal repercussão. “No inicio apenas pensava em emagrecer. Fui para as redes sociais e criei um site para usar como um “diário virtual” e interagir. No começo tinha o retorno de algumas amigas, que também tinham filhos e tinham o mesmo objetivo. Com o tempo, mais gente foi se reunindo”, afirma Lia. Segundo ela, o nome “Foca na Balança” surgiu de um trocadilho por conta da sua forma física e da ideia inicial de “focar” no emagrecimento.

A empreendedora conseguiu emagrecer 15 kg apenas com exercícios e reeducação alimentar. Inicialmente, as aulas eram apenas na praia. “Eu pedalava e algumas amigas decidiram me acompanhar. O número aumentava de 10, para 30 e, depois de 30 para 50. Teve um dia que reunimos 100 mulheres na praia. Eu chorava de emoção. Foi naquele momento que tive a noção do que estava acontecendo", conta
.
Mais de 150 mulheres participam do projeto em Santos, SP (Foto: Lia Savaris/Arquivo Pessoal)
Mais de 150 mulheres participam do projeto em Santos, SP (Foto: Lia Savaris/Arquivo Pessoal)
Atualmente, o projeto “Foca na Balança” não auxilia apenas mães. “Nosso campo aumentou. Hoje, oferecemos aulas gratuitas na praia, temos um local próprio para dar aulas funcionais, enviamos treinos via e-mail, trabalhamos em empresas, tanto com homens quanto com mulheres. Porém, as aulas na praia e no estúdio são exclusivas para mulheres, que também podem trazer seus filhos”, explica.

Lia explica que grande parte das pessoas que procuraram aderir ao projeto desejam emagrecer 20 kg, o que ela considera uma tarefa bem difícil. Dentre essas voluntárias está Valéria Infante, de 37 anos. "Eu decidi entrar no projeto basicamente para emagrecer. Eu já pratiquei atividades físicas em outros locais. O diferencial aqui é o estilo mais "militar". Além disso, tem a questão de serem apenas mulheres, então não existe aquela coisa de não querer mostrar o corpo ou algo do tipo", afirma Valéria.

O projeto se sustenta graças a parcerias e as mensalidades pagas por alunas e empresas. Segundo Lia, quem faz parte do projeto tem diversas vantagens em comércios do litoral de São Paulo, como lojas de farmácias naturais e de roupas de ginástica, além de uma rede de colaboradores com nutricionistas e psicólogos. “Temos um 'clube de vantagens'. Eu procuro me associar com empresas onde vejo que existe algo positivo. E também temos parceiros profissionais, onde nossos alunos têm desconto”, diz.
"Nunca sonhei", diz Lia sobre projeto criado há pouco mais de um ano (Foto: Guilherme Lucio/G1)
"Nunca sonhei", diz Lia sobre projeto criado há pouco mais de um ano (Foto: Guilherme Lucio/G1)

Sobre o futuro, Lia conta que pretende expandir a marca. “Ontem, meu sonho era reunir 100 pessoas na praia. Quando isso aconteceu, eu chorei. Hoje, sonho em criar uma franquia no Brasil, onde poderei ajudar mais pessoas”, finaliza.

Saiba mais Aqui.


Fonte: g1.globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário