domingo, 7 de julho de 2013

Vacina contra câncer para Adolescentes.


Imagem Ilustrativa
Ter ou não um câncer pode ser uma questão de sorte ou azar, principalmente em relação ao vírus do HPV. O paciente pode pegar o HPV e ter apenas uma verruga ou pode ter um câncer de colo de útero, no caso das mulheres, por exemplo - por isso, é importante tomar a vacina contra o vírus, extremamente eficaz na prevenção desse e de outros tipos de câncer causados por esses vírus, como o de boca, garganta e até mesmo anal, como alertou o infectologista Caio Rosenthal no Bem Estar desta segunda-feira (27).

De acordo com o médico, é ideal, no entanto, que os jovens se vacinem antes do início da vida sexual ou entre os 9 e 26 anos de idade. Ele explicou que existem mais de 100 tipos de vírus do HPV - até mesmo um simples olho de peixe pode ser um deles e o paciente deve ir ao médico para tratar já que pode ser transmitido por contato de pele. Até mesmo as crianças podem ter um tipo de vírus que se manifesta como uma verruga no dedo ou nas mãos - geralmente, esse HPV não traz grandes problemas, mas pode ser removido por um dermatologista.




Em casos mais graves, o HPV pode ser detectado através de um exame papanicolau nas mulheres ou até mesmo por uma observação clínica do médico. Se for o caso, ele pode pedir ainda uma biópsia para concluir o diagnóstico e verificar se aquele tipo de vírus é cancerígeno ou não.

Além da transmissão pelo contato de pele, o vírus pode ser transmitido também através da relação sexual. Em muitos casos, o paciente pode contrair o HPV de alguém que nem sabia que tinha porque nem sempre o vírus está latente, então a pessoa não tem como saber qual tipo pode pegar - por isso, mais uma vez, é importante tomar a vacina e também usar camisinha.

A vacinação, inclusive, foi a medida de prevenção tomada pela Solange, mãe do Lucas e da Nátalia, como mostrou a reportagem do Phelipe Siani. Ela levou os filhos para tomar a vacina, mesmo com a resistência dos adolescentes. No entanto, ela não pagou barato por isso - são 3 doses e cada uma custa R$ 379. Esse preço é justificado porque a vacina é fabricada na Europa e até chegar ao paciente, tem um caminho cercado de cuidados especiais. Porém, o valor tende a baixar com o tempo.


Clique na imagem para ampliar e conheça a doença:




Fonte: g1.globo.com e TVNBR

Nenhum comentário:

Postar um comentário