Pular para o conteúdo principal

Nada de alface! Modelos Plus size se preparam para desfile de moda praia.

Massagem, depilação e barrinha de cereal fazem parte da rotina de tops gordinhas para fazer bonito vestindo maiô e biquíni nas passarelas.


Ao contrário das top models magérrimas que, ao se depararem com um casting de biquíni ou maiô entram logo em regime espartano, as modelos plus size não caem na neurose de perder vários quilos em dois dias. Pode parecer óbvio que elas não precisem emagrecer, mas os cuidados de uma top gordinha no dia de um desfile, por exemplo, podem ser iguais ou mais rígidos que os de modelos internacionais. Nada de alface e gelo, mas barrinhas de cereais, frutas, massagem, drenagem linfática e depilação estão entre os itens que não podem faltar.
Prestes a subirem na passarela nesta terça-feira, 16, para apresentar a edição de verão do Desfile Plus Size Mulheres Reais, em São Paulo, Vanessa Pichinin, Amáli Fernandes, Samantha Rebello  e Talita Kobal contam para o EGO o que fazem para parecer mais bonitas e charmosas, e deixar Gisele Bündchen babando de inveja.
Vanessa Pichinin, 32 anos
Vanessa Pichinin - Plus Size  (Foto: Max Oliveira / LT3 Studios)Vanessa Pichinin diz que depilação é o básico
(Foto: Max Oliveira / LT3 Studios)
Com 1,70m e 95kg, Vanessa aponta a depilação como o item básico para qualquer modelo. Não somente plus size. "Imagina bater a luz e você não estar bem depilada. Um horror!", avalia ela, que "modela" há três anos. Outro truque de Vanessa para chegar bem à passarela é submeter se à massagem e drenagem linfática. "Temos que estar com o corpo em dia e toda gordinha retém muito líquido. Barriga inchada não dá mesmo", enfatiza ela, que costuma levar para os bastidores frutas e barrinhas de cereal. Mas, às vezes, não abre mão de um chocolatinho. "Sempre tem no backstage", entrega. Vanessa consegue se manter como modelo, fotografando para catálogos de lingerie e grifes de moda GG: "Não é meu intuito ser magra. Estou bem assim".
Amáli Fernandes, 30 anos
Amali Fernandes - Plus Size  (Foto: Max Oliveira / LT3 Studios)Amáli Fernandes prefere usar meia-calça
(Foto: Max Oliveira / LT3 Studios)
Aos 18 anos, Amáli decidiu fazer a cirurgia bariátrica. Perdeu 35 kg, o namorado e a paciência. "Fiquei meio arrogante, sem noção", confessa ela, que engordou 20 kg e hoje, com 1,68 m e 100 kg, é modelo plus size. Ano passado, ganhou um concurso e começou a carreira. Amáli revela que não se sente tão bem desfilando de maiô ou biquíni como as colegas. "Não sei que tipo de foto vão publicar e depois vazar na internet. Sou fotógrafa e maquiadora também, então tenho um super cuidado com os ângulos. Por que não parecer melhor do que se é de verdade?", justifica. Ela recorre ao uso de meia-calça para sentir-se mais segura. "A única coisa ruim é que sou muito branca e não encontro meias na cor da minha pele", lamenta Amáli, que também é adepta de uma comida mais natural nos dias que antecedem os desfiles.
Samantha Rebello, 30 anos
Samantha Rebello - Plus Size  (Foto: Max Oliveira / LT3 Studios)Samantha Rebello é modelo de prova da Marisa
(Foto: Max Oliveira / LT3 Studios)
Samantha é um rosto - e um corpo - bem conhecido no meio plus size. Com 1,70m e 97kg, ela é modelo de prova e exclusiva do site das lojas Marisa. Há três anos na profissão, Samantha vai desfilar de maiô branco e um duas peças no Mulheres Reais. "Sou bem desinibida. Quem vai a um desfile plus size sabe exatamente o biotipo de mulher que vai ver desfilando", diz. Com a sorte de ter pouca celulite e flacidez, Samantha dispensa a meia-calça na passarela. "Se somos mulheres de verdade, temos que ser de fato", defende ela, que um dia antes dos desfiles faz hidratação nos cabelos, escova, unha dos pés e mãos em cor clara e tem sempre na bolsa dois pares de sapato de cores discretas e um bom body: "Dou preferência aos de alça removíveis, pois nunca sei se posso precisar numa emergência, uma modelo que falta e tenho que substituir. Melhor não deixar nenhuma gordurinha a mais pulando, né?".
Talita Kobal, 24 anos
Talita Kobal - Plus Size  (Foto: Max Oliveira / LT3 Studios)Talita Koba diz que a pele tem que ser bem
protegida (Foto: Max Oliveira / LT3 Studios)
A caçulinha das tops também é produtora de casting e professora de passarela. E como já está na profissão há quatro anos sabe de cor os truques para parecer bem nos desfiles de moda praia. "Recomendo a massagem modeladora uma semana antes. No dia não, porque fica roxo. Também recomendo a meia-calça para que uma imperfeição ou outra não sobressaia à roupa que a modelo está vestindo. Apesar de plus size, também estamos ali como cabide para as grifes", explica Talita, que tem 1,69 m e 88 kg. Comidas leves e o uso de um bom filtro solar também são dicas indispensáveis: "Facilita o trabalho dos maquiadores e torna possível a cobertura de marquinhas".
Fonte: ego.globo
Lindos acessórios para o inverno - clique aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

:: A moda pede coletes, saiba como usar o seu! ::

Olá meninas, uma das tendências deste inverno, são os coletes, pode-se dizer que seja um acessório, que vai dar aquele "tchan" na sua roupa, mas é claro, precisamos saber como combiná-los com certas roupas e principalmente com o nosso tipo físico, vamos lá?!

Não importa a época que se encontra, os coletes sempre vão bem ao look feminino, para dar uma realçada no visual e deixar personalizado. Mas cuidado na hora de escolher a cor e corte, por isso hoje daremos algumas dicas de como usar coletes.

 Há coletes para todos os gostos e estilos, podem ser usados com peças básicas como regatas e cores neutras, camisas e vestidos, porém o look colete e camisa são considerados por alguns estilistas como ultrapassado e antigo por seu caráter formal, a dica, portanto é combiná-los a blusas curtas e mais modernas.
Coletes jeans também estão em alta, invista em lavagens claras e soltas. Para as mais modernas que não tem medo de ousar invistam em coletes com tachinhas, ombros marcado…

Uxi Amarelo - redução de gorduras.

Pesquisa  avalia eficácia de  planta na redução de  gordura  no  fígado, no  AM. Uxi Amarelo se mostra eficaz na redução e até cura de doenças do fígado.
Estudo foi realizado em ratos obesos submetidos à ração experimental.
O Uxi Amarelo (Endopleura Uchi), planta da região amazônica, pode ser utilizada no tratamento da esteatose hepática, doença popularmente conhecida como gordura no fígado. A constatação foi apontada no estudo intitulado 'Indução da esteatose hepática com ração experimental e tratamento com Endopleura Uchi', realizado pela estudante do 8º período do curso de Medicina da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e bolsista do Programa de Apoio à Iniciação Científica da Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), Natasha Valois Castelo.
Segundo ela, o estudo científico é pioneiro na área, porque visa melhorar um quadro onde não há tratamento medicamentoso eficiente, e enfatiza a importância da flora amazônica, por se tratar de uma pesquisa que usa uma planta da região qu…

: SENSACIONAL - DIETA DA BANANA! :

Gente, tá uma loucura o assunto da nova dieta da banana, várias pessoas confirmaram a perda de peso.

Receita que vem do Japão mata rapidamente a fome e regula o impulso de comer doces; confira as regras desta receita.
Talvez você já tenha ouvido falar que os japoneses desenvolveram uma dieta sem restrições alimentares que ajuda a emagrecer super rápido. É a dieta da banana matinal, que exige apenas que você coma a fruta, de preferência quatro delas, no café da manha, sempre acompanhada de dois copos de água morna ou chá.

Consumir a iguaria desta forma barra o impulso de comer ao longo do dia, afirma a VIVA MAIS!. O médico japonês Hitoshi Watanabe, especialista em medicina preventiva e idealizador da nova dieta, diz que além de matar rapidamente a fome, a banana carrega enzimas capazes de acelerar a digestão.

“Vale lembrar que ela também é rica em fibras que se ligam a moléculas de água e formam um tipo de gel que cria grande sensação de saciedade”, complementa a nutricionista e fitoterape…