Pular para o conteúdo principal

:: Moda africana no Brasil ::

Estilistas se inspiram na cultura africana para produzir moda no Brasil

Os modelos negros estão se destacando nas passarelas.

 Uma coleção inspirada na influência dos negros na moda. O desfile foi de uma famosa marca brasileira. Tecidos soltos, estampas coloridas, e na passarela, modelos negros.

Em passarelas de todo o mundo, também desfila Indira Carvalho, 21 anos, 1,85 de altura, 54 quilos. Foi descoberta em um concurso de beleza e virou modelo. Como chegar lá? Ela diz que é preciso mostrar personalidade.
O modelo Ramirez Allender cursava administração. Depois de uma foto aqui, outra ali, um desfile, hoje ele sobrevive da profissão. “Alguns clientes que tinham uma barreira contra a cor da pele, eles não têm mais isso, porque isso aí é coisa do passado”.
O mundo fashion também seduziu Diane. Ela é produtora de moda. O caminho foi escolhido por causa da atração que tem por roupas e acessórios. Tanto no trabalho quanto na produção do próprio figurino, segue uma linha.
É uma questão de estilo, de escolha, é moda. Moda que também pode mostrar que a ligação com a África continua grande sim. São os negros homenageando suas raízes, exibindo mesmo suas origens. Usando o visual para passar uma mensagem.
As tranças ou os drads surgem das mãos de pessoas como Negra Jhô, que se especializou em cuidar dos cabelos dos negros e de quem quiser adotar esse estilo.
Energia que também move o traço africano de uma artista plástica há 25 anos. Goya Lopes, além de vender para lojas do Brasil, já exportou para os Estados Unidos. Com seus desenhos, tecidos cheios de estampas, Goya deixa sua marca. "É fundamental para a cultura afro-brasileira que tenhamos referenciais da nossa cultura no vestuário, e não só como existe no carnaval e no candomblé, principalmente no cotidiano, no nosso cotidiano”, afirma.



Fonte: g1
Vídeo: band.entrerimento

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

:: A moda pede coletes, saiba como usar o seu! ::

Olá meninas, uma das tendências deste inverno, são os coletes, pode-se dizer que seja um acessório, que vai dar aquele "tchan" na sua roupa, mas é claro, precisamos saber como combiná-los com certas roupas e principalmente com o nosso tipo físico, vamos lá?!

Não importa a época que se encontra, os coletes sempre vão bem ao look feminino, para dar uma realçada no visual e deixar personalizado. Mas cuidado na hora de escolher a cor e corte, por isso hoje daremos algumas dicas de como usar coletes.

 Há coletes para todos os gostos e estilos, podem ser usados com peças básicas como regatas e cores neutras, camisas e vestidos, porém o look colete e camisa são considerados por alguns estilistas como ultrapassado e antigo por seu caráter formal, a dica, portanto é combiná-los a blusas curtas e mais modernas.
Coletes jeans também estão em alta, invista em lavagens claras e soltas. Para as mais modernas que não tem medo de ousar invistam em coletes com tachinhas, ombros marcado…

: SENSACIONAL - DIETA DA BANANA! :

Gente, tá uma loucura o assunto da nova dieta da banana, várias pessoas confirmaram a perda de peso.

Receita que vem do Japão mata rapidamente a fome e regula o impulso de comer doces; confira as regras desta receita.
Talvez você já tenha ouvido falar que os japoneses desenvolveram uma dieta sem restrições alimentares que ajuda a emagrecer super rápido. É a dieta da banana matinal, que exige apenas que você coma a fruta, de preferência quatro delas, no café da manha, sempre acompanhada de dois copos de água morna ou chá.

Consumir a iguaria desta forma barra o impulso de comer ao longo do dia, afirma a VIVA MAIS!. O médico japonês Hitoshi Watanabe, especialista em medicina preventiva e idealizador da nova dieta, diz que além de matar rapidamente a fome, a banana carrega enzimas capazes de acelerar a digestão.

“Vale lembrar que ela também é rica em fibras que se ligam a moléculas de água e formam um tipo de gel que cria grande sensação de saciedade”, complementa a nutricionista e fitoterape…

Uxi Amarelo - redução de gorduras.

Pesquisa  avalia eficácia de  planta na redução de  gordura  no  fígado, no  AM. Uxi Amarelo se mostra eficaz na redução e até cura de doenças do fígado.
Estudo foi realizado em ratos obesos submetidos à ração experimental.
O Uxi Amarelo (Endopleura Uchi), planta da região amazônica, pode ser utilizada no tratamento da esteatose hepática, doença popularmente conhecida como gordura no fígado. A constatação foi apontada no estudo intitulado 'Indução da esteatose hepática com ração experimental e tratamento com Endopleura Uchi', realizado pela estudante do 8º período do curso de Medicina da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e bolsista do Programa de Apoio à Iniciação Científica da Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), Natasha Valois Castelo.
Segundo ela, o estudo científico é pioneiro na área, porque visa melhorar um quadro onde não há tratamento medicamentoso eficiente, e enfatiza a importância da flora amazônica, por se tratar de uma pesquisa que usa uma planta da região qu…